sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Tavito e Aldir Blanc devem conhecer o nosso alcaide

Vejam a premonição de Tavito e Aldir Blanc na letra de "Sensual", sobre esse Brejo in Questões em que vivemos na atualidade e um futuro próximo, conforme as coisas andarão, estão andando e ainda vão andar: 

O meu império roxo de mentiras não tem mapa do tesouro, não tem 
Lá dentro do baú as aparéncias valem mais do que o ouro, meu bem 
Meu reino soberano sobre o nada, minha espada enferujada eu comprei num vigarista 
A minha alma negra disfarçada pela roupa imaculada pelas mãos de pianista 

O meu império é hoje sem futuro, os meus feitos sao poeira, pedra 
O meu reino com cuidado sobre o muro e um dia a minha estátua quebra 
Os dotes são as nuvens e a brisa sem moral e sem camisa, essa noite é meu bordel 
Com as mulheres sei fazer a lama que transborda em minha cama transformar-se em puro mel 

Sensual, com a luxúria faço par constante, a fantasia é minha amante. São muitas andorinhas bordando meu verão, e então 
Passional, sei que pior que a morte é a traição, ainda mais se a inimiga se abriga no palácio fácil do meu coraçã.


terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Todos tentam colaborar alguma forma, mas parece que o Zé não se ajuda.


Vejam no blog do Denilsão: blogdodenilsao.blogspot.com/

=====================================


sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

MAIS R$ 300.000,00 PARA O BREJO -EMENDA DA DEPUTADA JÔ MORAES

E por falar em recursos do Ministério dos Esportes... Tá chegando mais. Veja na íntegra oficio enviado pelo vereador Denilsão do Prefeito de Francisco Sá.
Francisco Sá, 03 de dezembro de 2010
Senhor Prefeito,
Sirvo-me da presente para, mais uma vez, encaminhar a Vossa Excelência, documentação que comprova a viabilização de recursos no Orçamento Geral da União de 2011 a favor do nosso Município.
Preocupado com a falta de opções para que nossa juventude não se perca no caminho das drogas e prostituição, solicitei da camarada Jô Moraes (PC do B) recursos para infra-estrutura para prática esportiva em nossas comunidades rurais. Enviei à Jô Moraes no dia 12 de novembro, e-mail (cópia, anexa) solicitando uma emenda no valor de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais), para que pudéssemos construir 03 (três) quadras poliesportivas no Distrito de Catuni e nos Povoados de São Geraldo e Camarinhas. No último dia 25 recebi, através do gabinete da Deputada a boa notícia de que estava garantido no orçamento 2011 o recurso solicitado, conforme documentos, anexos.
É com muita alegria que comunico a V. Exa. essa notícia, solicitando que não meça esforços para que esse recurso seja aplicado com a maior brevidade possível para que as nossas comunidades possam contar com espaço adequado para desenvolver atividades esportivas, sociais e culturais.
O gabinete da Deputada solicita ainda que Vossa Excelência indique o servidor municipal que será o responsável pelo acompanhamento dos projetos, que irão culminar com a correta aplicação dos recursos.
Aproveito a oportunidade, para solicitar a Vossa Excelência informações a respeito do recurso de R$ 210.000,00 (duzentos e dez mil reais) viabilizado pelo Ministério dos Esportes no ano passado, também através de um pedido nosso ao então Secretário Executivo, camarada Wadson Ribeiro (PC do B).
Esperando contar com sua costumeira atenção e agilidade, despeço-me.
Denilson Rodrigues Silveira,
Vereador PC do B.
À Sua Excelência,
Dr. José Mário Pena,
Prefeito Municipal de Francisco Sá, MG.

=========================================

Aí o meu comentário é o seguinte:
Fica difícil, pois sequer o Zé usou R$ 0,01 (Hum Centavo) para a devida finalidade a que foi solicitado os R$ 210.000,00 para a reforma do Módulo Esportivo Simplício Ribeiro ou o Campo do Alfredão, onde recentemente foram instalados refletores. Sabe lá se foi desse recurso, haja vista que o Zé anda assumindo paternidade demais e isso sem falar no “Brejo das Maravilhas” que somente aos olhos do Zé e de seus comparsas existe.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Absurdo, em Catuni. Se você não tem estômago forte não olhe a segunda foto



A situação do cemitério de Catuni está grave, já não há mais espaço para enterrarem os mortos, reclamação que a população tem feito desde o início do mandato da Administração Jeito Certo de Trabalhar.
Na semana passada ocorreu o inevitável, ao tentarem enterrar um cadáver, acabaram por desenterrar uma pessoa morta recentemente e, como é mostrado na foto, nem a meia que usava havia deteriorado.
Ao ver isso a população se revoltou. Houve manifestação e cartazes na porta do cemitério.
Um detalhe, em Catuni já existe o terreno escolhido para construção de um novo cemitério. Mas como sempre a burocracia atrapalha tudo.

Mensagem enviada por cidadã catuniense:

A necessidade de um novo cemitério em Catuni é mais um grande problema do Distrito. Os moradores ficaram indignados e revoltados com o que presenciaram na última semana.
É preciso que desenterrem uns para enterrar outros.
Um novo cemitério é apenas um pedido dos moradores para que isso não aconteça mais.
Para alguns isso não é problema, mas para muitos é um desrespeito às pessoas que fizeram muito em vida e que merecem um lugar digno para descansar em paz.

Vale ressaltar que esses políticos que deixam de lado os interesses da população são aqueles que nós mesmos elegemos. Nos cabe então pensarmos melhor nossas escolhas, afinal, a população é quem perde.

______________________________________________________________
Fonte: Blog do Jornal de Francisco Sá em 10.11.2010


Aportando-me das ultimas linhas da publicação: Vale ressaltar que esses políticos que deixam de lado os interesses da população são aqueles que nós mesmos elegemos. Nos cabe então pensarmos melhor nossas escolhas, afinal, a população é quem perde.”

E de uma charge encontrada na net e que segue abaixo, para explicar o momento em que os cidadãos brejeiros estão passado devido suas próprias escolhas ou de uma pequena maioria.

sábado, 23 de outubro de 2010

Regenerar a Campanha

Por:  Dom Demétrio Valentini
Sexta-feira, 22 de outubro de 2010 - 12h57min

Temos pela frente mais uma semana de campanha eleitoral, em segundo turno para a Presidência da República.

Viria bem a propósito uma sugestão: quem sabe nesta semana daria para regenerar a campanha, livrando-a de sua mediocridade, e de muitos equívocos que a caracterizaram até aqui?

Quem sabe, ainda daria para debater propostas concretas de governo para os próximos quatro anos, sem perder de vista, claro, as perspectivas de um projeto de Brasil a longo prazo. Realizar em torno destas propostas uma discussão franca, aberta, aprofundada, procurando garantir a viabilidade de tudo o que cada um pretende fazer.

A discussão poderia ser conduzida pelos dois candidatos, mas poderia se estender aos chefes dos partidos, visando o engajamento dos parlamentares para a formulação e execução dos planos de governo.



Poderia, poderia, poderia!



Mas infelizmente não vai acontecer. Está mais do que evidente que não existe ambiente para isto. A campanha já foi contaminada pelo vírus dos ataques pessoais entre os candidatos, na tentativa de desmerecer o adversário e solapar sua imagem junto aos eleitores.

Seria ingenuidade pensar que nesta última semana a campanha vai melhorar. Os ataques vão continuar, as tentativas de desestabilização também. Nada vai ser alterado. As eleições poderiam ser feitas neste domingo, embora cada lado esteja pensando como aproveitar estes dias que ainda faltam para talvez desferir um golpe mais certeiro que produza um efeito mais evidente, fazendo pender a balança para o seu lado.

Portanto, está anunciada mais uma semana de encenação inútil, de promessas infundadas. Esta campanha passará para a história como a mais suja já realizada no Brasil, levantando grandes apreensões sobre as futuras campanhas, se não forem tomadas em tempo sábias providências, a serem transformadas em leis claras e severas, capazes de coibir os abusos.

Dado que as coisas assim estão, vamos nos alertando para o exercício do discernimento. É importante conferir como é composta a pauta dos noticiários televisivos, a capa das revistas, a primeira página dos grandes jornais. Numa aparente e elegante neutralidade, vão desfilando em sequência matérias trazidas à tona e enfileiradas com o único escopo de desfazer a imagem do adversário. Sim, do adversário, porque os grandes meios de comunicação sabem muito bem escolher quem é o seu candidato, e quem é o seu adversário. E não vão poupar nenhum cartucho que julgarem capaz de causar estrago efetivo.

Esta é a realidade política neste país chamado Brasil.

O que fazer? Valorizar ainda mais o voto! É com ele que podemos frustrar quem faz da política um meio de conseguir o poder, para colocá-lo a serviço dos seus interesses pessoais e corporativos, instrumentalizando a fé e as instituições eclesiais.

O voto é nossa arma verdadeira. Ele é a pequena pedra que Davi colocou em sua funda, no combate contra o gigante Golias. A verdadeira vitória eleitoral, desta vez, não é em primeiro lugar "ganhar a eleição", mas derrotar as trapaças eleitorais. Isto a gente faz demonstrando que votamos, não levados pelas falsas acusações que se propagaram em abundância nesta campanha, mas pela vontade livre de cada eleitor, definida a partir da proposta de governo que cada eleitor achar mais conveniente para todo o povo brasileiro e para o futuro do nosso país.



Dom Demétrio Valentini é Bispo de Jales (SP) e Presidente da Cáritas Brasileira


Fonte: Centro de Estudos Bíblicos
Disponível em: http://www.cebi.org.br/noticia.php?secaoId=5&noticiaId=1534

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Coronelismo eletrônico, Privatização e um telhado de vidro

Alguns trechos do site Carta Maior,  disponível em: http://www.cartamaior.com.br, para ilustrar o momento atual.

Estão querendo vender o Brasil à todo custo, lotear a internet em redutos eleitorais dos coronéis. 

Liberdade de impressa? Cuidado com o jurídico e ao PF!

Recordando Darcy Ribeiro: “essa gente quer vender o Brasil”










No momento em que o tema das privatizações volta ao debate público nacional, vale a pena reler o que Darcy Ribeiro falou na época sobre a venda da Companhia Vale do Rio Doce, no dia 10 de janeiro de 1997, um mês antes de morrer. "Essa gente quer vender, quer entregar o Brasil porque acha melhor. Essa gente usa o Brasil, usa a Nação, para alcançar os seus objetivos", disse Darcy Ribeiro. A Vale acabou sendo privatizada no governo FHC por insistência do então ministro do Planejamento, José Serra, conforme relatou mais tarde o próprio Fernando Henrique.


“Eu custei muito tempo para me convencer de que era necessário privatizar a Vale. Venho de outra formação e tinha resistência a isso. Pode ser uma boa empresa, pensava. Por que privatizar? (...) O Serra foi um dos que mais lutou pela privatização da Vale. Digo isso porque tem muita gente que diz que o Serra é estatizante. Não. A Light também foi o Serra que privatizou”, diz FHC.

E, então, ficamos sabendo que o crime de pensar pode ser letal se não altamente contagioso: a psicanalista Maria Rita Kehl foi demitida do jornal O Estado de S. Paulodepois de ter escrito, no sábado (2/10), artigo sobre a "desqualificação" dos votos dos pobres. Sintomaticamente, recebeu como título duas palavras e reticências: "Dois pesos...". Mas foi sua possível continuação – ... duas medidas – que levantou ondas e ondas na internet. Todas elas mesclando indignação e espanto por ver como é comum que nas casas dos abastados ferreiros os espetos continuem teimando em ser de pau.

A explicação oficial do jornal paulista é que a colunista vinha de há muito enveredando por outros assuntos em sua coluna, que não os da psicanálise. Ora essa, pergunto a minha camisa sem botões: de qual tipo de imprensa estamos falando, quando se enquadra de forma muito natural o campo de expressão de um colunista? Então, na condição de psicanalista, é-lhe vedado abordar política? Tratar de política é campo de algum especialista somente – aqueles que portam carteirinha partidária – ou não se configura o tipo de tema que diz respeito ao interesse de todos nós cidadãos?

O jornalista Gabriel Priolli deixara de ser diretor de jornalismo da TV Cultura. Mais um pouco e ficaremos convencidos de que no jornalismo paulista expressões como "pedágios" e "liberdade de expressão" são como óleo e água e não podem conviver em uma mesma Redação. Um deles tem que cair, sumir, desaparecer, submergir, calar.

"Fui demitida pelo jornal O Estado de S.Paulo pelo que consideraram um ‘delito’ de opinião." – Maria Rita.





 Enquanto Isso, um desprovido de cabelo tenta a todo custo derrubar a Dilma


Quem não tem teto de vidro que atire a primeira pedra!


Aqui perto de nós, um filho não pode ir contra o candidato que o pai apoia, senão o coronel manda chamá-lo no gabinete para interrogá-lo.


Em plena século digital, ainda sim há traços do coronelismo e da ditadura em Minas e em outros cantos do Brasil.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

O que as urnas têm a dizer

Numa primeira análise da eleição de domingo, mesmo que superficial, conclui-se que haverá um tempo em que falaremos de “boca de urna” como coisa ultrapassada; esses “santinhos do pau oco” que jogam pelas ruas e praças em dias de eleição, serão perda de temo; àqueles “coronéis”  que rondam as sessões afim de intimidar alguém serão banidos e as “dondocas” que ainda mamam  nas tetas municipais não conseguirão mais abrir a boca para dizer que foi o fulano  que o prefeito está apoiando quem trouxe a escola e o posto de saúde para o bairro.

Dizem que urna eletrônica falta conversar. Outros dizem que até sentem quando outros estão teclando nela o mesmos números de seu partido.

Se urna conversa eu não sei. Mas que as urnas eletrônicas aqui do Brejo falaram, falaram.

Falaram o que?

Falaram o que o povo queria que falasse: Que o povo não aceita mais tapiação desses políticos ultrapassados que aí estão no poder de nossa prefeitura ou usurpando dela para se promover.

Já ouvi dizer que tem gente arrumando as estradas e sua fazenda também. Tem gente que até já comprou casa nova a nosso custo. Tem mocinho arrematando bois em leilões por vários currais eleitorais. Outros até se realizaram, comprando àquele ônibus que tanto sonhava ter para servir à prefeitura e ganhar uns trocos com super faturamento. Tem outros que dizem que mandam e é eles que se desdobram para atender a compadre sicrano e 
Sobrar uns trocos para os filhos (me esqueci: com esse ninguém pode mexer. A fera é valente e anda espancando todos a sua frente. Segundo a mulher dele: Cuidado! Ele tem revólver!).

Mas tudo isso está por mudar e em breve voltaremos à democracia e o Brejo voltará a ser um lugar de paz!

Se você está desempregado, a prefeitura vai construir alguma obra, a empresa que “ganhou a licitação” precisa de empregados. Você não é contratado pela firma se não tiver uma cartinha do Zé, da vice ou dos seus vices Daí ou Zé de Pretim.

Me perguntaram na rua: O que os astros dizem?

Os astros eu não sei, mas o povo disse nas urnas que não mais ficarão calados, como seres alienados, esperando as coisas acontecerem.

Denilsão e o Pc do B
 derrubaram de uma só vez: Zé Mário (Ditador e dono da máquina administrativa), Dias (O dono do SAAE) e Ronaldo Ramon, ou seja, três políticos ultrapassados que sequer tiveram juntos ao menos 50% dos votos.

No Domingo, após o resultado das eleições, a corja se trancafiou calada e escondida. Coisa que nem viagra os fazia se erguer. Estavam acreditados de que o povo ainda comia nas mãos de quem detém o povo. Lembro-me de uma amigo que disse Ter sido ameaçado por Ró de Lora de Véio: Não bata de frente com que está com o poder, pois o Zé Mário é muito influente e pode lhe prejudicar depois. Não só batemos de frente com o poder, mas conseguimos vencer uma batalha.

Só me preocupa uma coisa: Zé Silva ainda doará canos de irrigação em troca de votos?
Arlen Santiago ainda conseguirá marcar cirurgias para os brejeiros em troca de votos? 
São Geraldo ainda terá água encanada em cada uma das casas?
Os bairros ainda serão calçados?
Teremos um novo concurso público até o mês que vem? Pois serão demitidos todos os contratados?

No Brejo tudo é diferente de outros rincões: Os contratados da prefeitura, todos os secretários, comerciantes com “licitações de favores” e grande parte dos vereadores, todos não têm escolha própria. Entregam a decisão para o Zé e o Dias decidirem em quem eles devem votar ou a quem devem apoiar.

Dizem que o Zé está de olho. Ainda bem! O Zé e seus alienados não enxergam um palmo além do próprio nariz.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

FÁBULA SEM SENSURA PARA MAIORES

Lendo as duas fábulas, a do blog http://vereadortassio.blogspot.com/ e a do blog http://dispolar.wordpress.com/ não pensei em outra coisa senão no finado Ediclar (Boca de Chapéu) e os Reino da Biharada e também na Fábula da Convivência de Carlos Drummond de Andrade. E por quê não reinventá-las?

Assim, a cobra lá da primeira fábula, ou seja, do blog http://vereadortassio.blogspot.com , o gato picareta, a vaca maldosa, também a lesma e os demais parasitas que acompanham o gato,  nada mais são do que os próprios porcos espinhos da fábula contada por Drummond.

Quem não se lembra das requisições de combustível? A cobra finge que esquece!

E as tramas da lesma? O lesma carregava sempre uma requisição, propinava R$ 100,00 com frentistas de Cici e dizia a eles para abastecerem outros veículos com o combustível e embolsar os outros R$ 100,00, numa requisição de R$ 200,00. Isso explica porque é que tem gente morando em uma tapera e andando de carrão.

Todos esses "porcos-espinhos": Vaca, Gato, Cobra, Lesma e demais parasitas estão aí no poder e vez ou outra tiram suas casquinhas no povo e no dinheiro do povo.

A briguinha amorosa da cobra é puro ciúmes e logo isso acaba na cama.
A vaca, diferente da Lesma que não cria nem seus filhos que estão esparramados, é paternalista demais. Veja que até a Jurací de Mário Ruas, Vaca Mimosa, anda dizendo lá no Pombal que a escola e o posto de saúde, foi o candidatos deles quem trouxe para o Brejo. Só não vou dizer mais nada, pois o "Santo" dela é forte e de cama dos outros eu não entendo nada.

Por falar em paternalista, a Cobra vive assumindo leis federais como se fossem de sua autoria.

Tadinho do Fernando Diniz! Morreu? Ô dó sem ganhar um votinho meu! Tem emenda dele para um centro cultural que o Gato nunca tirou do papél.

Só digo uma coisinha: A Vaca não estaria nesse fabuloso Brejo se não houvesse o PAC, Aécio o
Governo Federal. De obras "dele", digo dele entre aspas, pois esse Zé Silva, que ninguém nunca viu aqui no Brejo, inventou uns poços arteseanos e umas barraginhas aqui pro Brejo para arrancar uns votos. De menos-a-menos, a escola de Poções, José Maria Alkimim, os postos de saúde do Pombal e de Camarinhas, desde de a administração passada, já estavam aprovados e com recursos na conta.

Não posso esquecer de dizer que Boca Preta já tá enervado com sua irmã Jurací, seu primo Zé de Pretim e a canbada toda que vivem mandando e desmandando na prefê.
E para acabar digo uma coisa: Eu, como macaco que sou, fico no meu galho só obsrvando tudo para nunca caír nessa sujeira que é o estrume da Vaca, as fezes do Gato, a bosta da Cobra e na lama da Lesma, que já até sumiu de cena.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

CUIDADO SEU ZÉ! ADMINISTRAR SEM VIVA-VOZ É PROBLEMA.

Atribuições demais pode prejudicar todo mundo!



As notícias já estão por todos os cantos e por isso a gente lembra de algo parecido com o Brejo.







O dinheiro era pago para os vereadores aprovarem as matérias de interesse do prefeito Ari Artuzi.
Foto: Divulgação Legenda: Segundo informações da PF, o presodente da Câmara recebia propina em cheque pré-datado

Responsável por denunciar e gravar o esquema de fraude em licitações e pagamento de propina em Dourados, o secretário de governo, Eleandro Passaia, afirmou em entrevista ao Fantástico (Globo) que cada vereador recebia R$ 170 mil/mês para participar do esquema.

O dinheiro era pago para os vereadores aprovarem as matérias de interesse do prefeito Ari Artuzi e “esquecerem” de fazer críticas ao Executivo.

Na reportagem, o Fantástico afirmou que Eleandro Passaia atuou como uma espécie de “agente federal infiltrado”.


Pagamento em cheque

Foram presas 29 pessoas pela Polícia Federal por meio da Operação Uragano (furacão, em italiano), incluindo prefeito, vice e presidente da Câmara. Com a linha sucessória fragilizada por causa das prisões, o juiz Eduardo Machado Rocha tomou posse como prefeito interino.


Cheques do procurador jurídico do município de Dourados, Alziro Moreno, serviam como uma espécie de caução para garantir o pagamento do mensalão a vereadores da cidade. Uma gravação feita no dia 2 de junho deste ano revela que cheques de Alziro foram dados como garantia do pagamento de mesada ao presidente da Câmara, Sidlei Alves.

Alziro Moreno e Sidlei estão entre os presos na Operação Uragano, deflagrada semana passada pela PF (Polícia Federal), que aponta esquema de desvio de verbas e pagamento de propina na prefeitura do município.

A investigação da PF detalha o envolvimento do procurador nas ações que levaram à prisão do prefeito da cidade Ari Artuzi (PDT), que também está preso, empreiteiros, vereadores e funcionários da prefeitura.

Segundo a investigação, quando Alziro era secretário de Governo era responsável pelo pagamento de propina aos vereadores.

Esta função foi assumida por Eleandro Passaia, que denunciou o esquema.

Para provar as irregularidades, Passaia chegou a assumir a função de pagar a propina aos envolvidos no caso.

As negociatas foram gravadas por Passaia e todo material está com a PF.

As investigações da PF mostram o momento em que Alziro detalha que quando ele fazia os pagamentos das propinas o dinheiro era proveniente de empreiteira e do Hospital Evangélico.

Ao todo, 13 presos dos 29 mandados de prisão que tinham sido expedidos, já foram colocados em liberdade devido ao pedido de revogação: Paulo Ferreira do Nascimento, (assessor do prefeito), Thiago Vinícius Ribeiro (departamento de licitações), José Antonio Soares – o Zeca do MS (Empresário), Aurélio Bonatto (vereador) , Júlio Artuzi (vereador e tio do prefeito), Marco Aurélio de Camargo Areias (superintendente do Hospital Evangélico), João Kruger (controlador-geral), José Roberto Barcelos Junior (Ex-chefe de licitação), Sidnei Lemes Erédia - (Empresa de sonorização), os vereadores Marcelo Barros, José Carlos Cimatti (PSB) e Paulo Henrique Bambu e o empresário Geraldo Alves de Assis, proprietário da construtora Planacon.

Já o vice presidente da Câmara, Zezinho da Farmácia (PSDB), também teve o pedido de liberdade aceito, mas não será liberado porque foi encontrada uma arma calibre 38 na casa dele, sem registro.
Continuam presos: o prefeito Ari Artuzi, primeira-dama Maria Aparecida Artuzi, vice-prefeito Carlinhos Cantor, Alziro Moreno (procurador-geral), Tatiane Moreno (secretária de Administração), Ignez Boschetti Medeiros (secretária de Finanças), Cláudio Marcel Hall - Marcelão (vereador licenciado e secretário de Serviços Urbanos), Helton Farias (Gestor de Compras), Dílson Cândido de Sá (secretário de Planejamento e Obras), Antonio Araújo e o presidente da Câmara, Sidlei Alves. (Fonte: CG News).

Fonte: http://www.grandefm.com.br/politica/segundo-denuncia-vereadores-de-dourados-recebiam-mensalao-de-r-170-mil

E no nosso Brejo?
O prefeito vem perdendo tempo e dinheiro para publicar no seu blog pessoal e no site da prefeitura (site esse que parece até as propagandas do prefeito = só anda em construção e não traz nada de informação) as mesmas inverdades e assumindo obras do Governo Estadual e Federal como se fossem suas.


RECEITA "PÁRA" LICITAÇÕES?
Secretaria de Compras e Licitação
Secretário municipal: José Geraldo dos Santos Neto
 

Atribuições: 
  • Receber, examinar e julgar todos os documentos e procedimentos relativos às licitações, observando, em tudo as disposições da Lei Federal 8.666/93 e suas alterações,
  •  Cadastrar e manter arquivo de licitantes e fornecedores,
  •  Fazer aberturas de processo licitatório mediante requisição de material e / ou serviço,
  •  Solicitar autorização do procedimento licitatório ao prefeito municipal,
  •  Manter arquivos atualizados de contratos, agenda de seus respectivos vencimentos, atualizados diária e cronologicamente, documentos relativos a fornecedores, regularidade jurídica, fiscal, previdenciária e fundiária,
  •  Prestar contas dos serviços efetuados, mensalmente, através de formulários próprios e em atendimento às regras emanadas do Tribunal de Contas do Estado,
  •  Prestar contas de suas atividades no final de cada exercício financeiro,
  •  Desempenhar outras atividades afins.
Seriam somente essas ou existem outras que o povo não pode saber?

Muita gente já está falando nas ruas do Brejo algo sobre licitações com cartas marcadas e monopolização de bens e serviços.

E o Serginho do Açougue? Como conseguiu àquele veículo? Onde ele consegue tanto dinheiro para gastar com a meninada? 


Haja cadeia pra tanta robalheira!


Outra coisa é a mudança, que nada tem de novo no discurso do Zé: Quem tiver qualidade e quiser ajudar a administrar, eu estou de braços abertos!
O Zé não aceita sujestão de ninguém, a não ser a sugestão de "ficha suja".

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Será que o Zé Prefeito gosta de quem tem ficha suja? : Dias é um... Arlen...

Oito candidatos a deputado estadual e dois a federal na lista negra do TSE

Da Redação

De 19 de julho a 02 de agosto, de um total de 1.752 pedidos de registro de candidatura protocolados no TRE-MG, foram indeferidos 245. Desse total, 13 casos referem-se à lei Ficha limpa. Ontem, segunda-feira, mais um candidato do Norte de Minas, Arlen Santiago, teve seu registro negado pelo TRE.


Ana Maria, Arlen Santiago e Athos Avelino sofreram impugnações e, por isto, não tiveram deferidos seus pedidos de registro de candidatura.

Ao todo, oito postulantes a uma cadeira legislativa pela região estão com a situação pendente junto ao TSE - Tribunal Superior Eleitoral, estando incluídos na lista de "inaptos" do site oficial. De outra parte, nove candidatos tiveram seus pedidos deferidos.



CANDIDATURAS DEFERIDAS:
Estão aptos a ser votados em outubro próximo os seguintes candidatos a deputado estadual pelo Norte de Minas:
1) Adelino Pereira Dias - PMDB - 15111
2) Anderson de Vasconcelos Chaves - PMDB - 15180
3) Antonio Henrique Sapori - PV - 43433
4) Athos Mameluque Mota - PMDB - 15555
5) Coriolando da Soledade Ribeiro Afonso (Cori) - PPS - 23623
6) Gilberto Wagner Martins Pereira Antunes (Gil) - PP - 11210
7) Luiz Henrique Maia Santiago - PSDB - 45151
8) Luiz Tadeu Martins Leite (Tadeuzinho) - PMDB - 15300
9) Tânia Raquel de Queiroz Muniz - PTN - 19025


CANDIDATURAS IMPUGNADAS/INDEFERIDAS OU AGUARDANDO JULGAMENTO:
1) Ana Maria de Resende Vieira - PSDB - 45789
2) Arlen de Paulo Santiago Filho - PTB - 14111
3) Athos Avelino Pereira - PPS - 23663
4) Carlos Welth Pimenta de Figueiredo - PDT - 12369
5) Idalino José Botelho Filho - PSDC - 27222
6) Ivonei Abade Brito - PSDB - 45111
7) José Jarbas Pimenta - PSol - 50999
8) Paulo José Carlos Guedes - PT - 13789


PARA A CÂMARA FEDERAL, TRÊS DEFERIDOS E DOIS IMPUGNADO
Ainda segundo os dados constantes do site oficial do TSE até a noite de ontem, segunda-feira, estão deferidas, para concorrer em outubro próximo, três candidaturas a deputado federal pelo Norte de Minas:
1) Humberto Guimarães Souto - PPS - 2360
2) Ruy Adriano Borges Muniz - DEM 2522
3) Wilson José da Cunha - PMDB - 1530

Estão sub-judice, isto é, aguardando julgamento diante de pedidos de impugnação e ou do indeferimento de registro:
1) Ariovaldo de Melo Filho - PDT - 1200
2) Jairo Ataíde Vieira - DEM - 2525

FICHA LIMPA JÁ IMPUGNOU 472 CANDIDATURAS NO PAÍSA lei Ficha limpa, aprovada por unanimidade no senado em maio deste ano, tinha impugnado até o dia 30/07, em todo o país, 472 candidaturas. Pela lei, ficam proibidos de concorrer em eleições pelos próximos oito anos políticos já condenados na justiça em decisão colegiada, mesmo em processos ainda não concluídos.


Segundo o levantamento divulgado pelo site Congresso em Foco, o estado com mais impugnações de candidaturas foi São Paulo, seguido por Maranhão, Ceará, Rio de Janeiro e Rondônia. Já o estado com o menor número de candidaturas barradas foi o Rio Grande do Norte, com apenas dois políticos barrados.


Do total de candidatos impugnados, 13 já desistiram do pleito de 03 de outubro deste ano. Destes, oito concorreriam a uma vaga a deputado estadual, quatro a uma vaga de deputado federal e um disputaria a eleição como suplente de senador.

A organização Ficha limpa disponibilizou na internet uma página na qual os leitores podem fazer uma pesquisa sobre seus candidatos. Os políticos podem prestar contas e publicar documentos relativos à campanha, e tudo pode ser analisado pelo cidadão, por meio do site www.fichalimpa.org.br.


"Eu não sou contra o Prefeito Zé, mas alguns benefícios adquiridos pelos moradores de Francisco Sá são frutos de uma sincera oposição benéfica. Não tivesse o Zé essa oposição que ele encontra em um percentual considerável da população, a cidade ainda estaria um verdadeiro Jardim do Éden para o Zé.

Grandes são as vitórias da oposição – pequena é a cabeça do Zé que tem o olho grande no que é dos outros – O Concurso Público é uma vitória esmagadora da oposição ao prefeito Zé, pela lutar pela promoção do concurso, quanto na aprovação de candidatos da oposição aos cargos públicos. Quer mais?"

terça-feira, 27 de julho de 2010

UM ZÉ ENGANADOR QUE NÃO TEM CORAGEM DE DIZER NA CARA

Como bom penetra que sou, fui a essa posse e não me contive em apenas escutar e vou responder aqui o que o prefeito Zé, que faz jus ao apelido: ao Nosso Brejo o Zé não tem acrescentado nada e apenas assume como suas as obras dos outros.

Inicialmente, o Zé convida os demais vereadores presentes. Será que ele convidou algum, senão apenas os seus pelegos?

Gostaria muito de vez alguma coisa que prove que ele chamou Jorjão da Florestal, Tadeu da Construtora, Denilsão e Tássio. Também queria ver se ele lhes concederia o direito de resposta lá mesmo. Pois o Zé é um sujeito que fala por trás (homem não faz isso). O Zé se aproveita das oportunidades para tentar denegrir os vereadores que lhe opõem. Digo tentar, pois o povo não é mais o mesmo Seu Zé! Estamos de olho e sabemos que sempre alega algo não foi você quem fez. Em breve vais falar daquele “resto de asfalto” que você ganhou da CROS para tapar os buracos da Av. JK.

Também vais dizer que foi você quem construiu a ETE (Programa do Governo Federal e que já estava previsto para a administração de Ronaldo);

A escola e o posto de saúde do José Maria Alkimim, também são obras do governo;

Agora voltando ao concurso, o Zé também quis se beneficiar dos apertos que sofreu da justiça: disse que elaborou uma proposta de reformulação e que propôs ao Juiz. Disse até que uma das componentes da equipe de organização do concurso até votou contra o Zé. Qual obrigação ela tem contigo Seu Zé, senão cumprir com as funções que lhe foi atribuídas no concurso passado?

O Isac (Aquele que os cooperados da COOPERFRASA nunca vão esquecer) gaguejou tanto nas suas palavras, que esqueceu-se de que os empossados não serão apenas funcionários da madrasta administração do Zé (que nada acrescenta), mas que serão funcionários doravante de todos nós cidadãos brejeiros, quem pagamos os seus salários.

Também faço minhas as palavras do Zé: Não vou dizer todas as baboseiras que o Zé disse, para não torna-lo significante, pois durante a cerimônia tentou tirar o brilho e o mérito dos aprovados, acusando os vereadores e o presidente do SINDIBREJO por não serem pelego dele. Um advogado de tantos anos de trabalhos, mas que não sabe ainda o significado da palavra pelego e vem usando-a sem utilidade.

De tantos pelegos está a administração do Zé e vejam alguns que ainda não são todos e se fossem, não teria espaço para descrever tantos:
Isac e Zoró (A COOPERFRASA e AMORECA nunca esquece);
Felisberto, vulgo Tim da Antarctica (Nunca falsificou assinatura de ninguém e nunca fraudou recibos ou documentos de licitação);
Napinho (Enviou uma guia de IPTU ao Srº Antônio Mirando depois de 38 anos de falecimento e de arrolamento concluído);
Dái da Rodoviária (Um pai que não assume nem os filhos extraconjugais);
Vereador Serginho (Um pelego de primeira pois até ganhou um carro para passear com os “meninos da vila”);
E por falar em pelego, Ildeni é uma das maiores pelegas de Dias e do Zé;

Não iria caber tantos pelegos nessa postagem, mas de um eu não esqueço: O Zé Increnca, que ao chegar desejou: - boa noite! - à todos que estavam ainda na porta. Um dos aprovado lhe respondeu: - bom dia! E eu como piadista que sou, nem lhe respondi, pois ele não merece uma gota da saliva de ninguém.

Então, essa coisa de disse não existe. É verdade, pois eu mesmo vi!
Ao sentar ainda uma colega do lado me disse: - Você já leu o jornalzinho que está aí na cadeira?
Eu disse: - Não tive saco pra tanta picuinha!
E ela me respondeu: - E esse prefeito ainda diz que é os vereadores da oposição que são cheios de picuinhas!

Não iria terminar de escrever, sem dizer que há irregularidades no concurso que estão sendo apuradas. Seu Idalino Alkimim sabe disso e nós estamos de olho.

Será que o Zé é tão honesto?
E o que é nepotismo em se tratando de ter um irmão como secretário?
O que é perseguição, quando numa cerimônia de posse o prefeito ao invés de parabenizar os aprovados, apenas joga pedras no telhados dos outros?

E quando será que ele vestirá a famosa saia que já está justa?

O Zezinho mentiroso!

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Fest Show - Até que o Zé tentou ser coerente

Os seguintes dizeres estão no blog do prefeito Zé e no site da prefeitura municipal de Francisco:

Resgatar tradições, valorizar a cultura local e arrecadar fundos para a reforma da igreja. Foram esses os objetivos do Fest Show – 2010.
Uma realização da paróquia São Gonçalo, em parceria com administração municipal e com apoio de toda população brejeira.

Foram três dias de festa, gente bonita de toda a região, Shows, desfile e coroação da rainha, comidas típicas, bebidas, missas, levantamento de mastro e muita alegria, estes foram os ingredientes da festa.


Talvêz tenha sido esse o objetivo da festa, senão o chamado pão e circo, descrito por Maquiavél.

Segundo o "Old", seria impossível sem a ajuda da prefeitura! Será? Será que a população não teria se mobilizado apenas com a ajuda do padre? Será?

Ainda bem que o "Old" não esqueceu de postar lá no blog e no site que toda a população ajudou, pois haja vista, os valores despendidos sequer a prefeitura nos consultou para saber se concordávamos.

O que ninguém esperava, de um concurso para arrecadar fundos, que uma das "faz-tudo" do "Old" , na qual sua filha estava concorrendo, acrescentasse após o horário estipulado para entrega dos envelopes, a quantia de R$ 200,00, retirados da poupança de sua idosa mãe, afim de ultrapassar o valor arrecadado por outra concorrente que já se dava como vencedora. São coisas que só acontecem com o velho "Old". A escolinha de Tia Márcia quem o diga.

"Old" com o "p" dos outros, se sente o "todo Poderoso". Mandava prender. Mandava soltar. Tirava daqui. Colocava noutro lugar. As más linguas dizem que ele anda até tirando palavras da boca do Zé. O "Old" esqueceu-se do seu passado sombrio e que aqueles que estavam ali próximo trabalhando como ambulantes, tinham filhos para sustentar.

Aí alguém me pergunta: - Onde é que está a coerencia do Zé?

Aí digo que apenas "tentou" ser coerente, pois não há coerência com o Zé, pois tudo que é "pão e circo" é com o próprio Zé.


terça-feira, 29 de junho de 2010

UM JEITO CERTO É CUMPRIR A LEI?



Uma boa administração não depende apenas de boa vontade e conhecimento da máquina. Requer, também, planejamento e avaliação permanente, além de uma equipe de profissionais comprometidos com idéias inovadoras e muita disposição do prefeito e secretários para se articularem com os órgãos públicos em busca de recursos.

"Uma coisa é pôr idéias arranjadas, outra é lidar com país de pessoas, de carne e sangue, de mil e tantas misérias... De sorte que carece escolher... Tanta gente - Dá susto de saber... E nenhum se sossega: Todos nascendo, crescendo, se casando, querendo colocação de emprego, comida, saúde, riqueza, ser importante, querendo chuva e negócios bons..."

Guimarães Rosa - Grande Sertão Veredas


Um cidadão que não quer passar batido em uma cidade como a nossa, não pode deixar de conhecer as leis abaixo relacionadas, ou será diariamente lesado como vem acontecendo constantemente pela administração atual e seus bonecos de marionetes. E o maior culpado é o cidadão que não toma conta as referidas leis e constituições:

Você por uma acaso já deu uma olhada na Constituição Federal?

* Lei 4.320, de 17/03/1964 - Trata das Finanças Públicas e Orçamento;
* Lei 5.172, de 25/10/1966 - Código Tributário Nacional;
* Decreto-Lei 201, de 27/02/1967 - Responsabilidade Penal, Política e Administrativa dos Prefeitos e Vereadores;
* Lei Complementar 64, de 18/05/1990 - Casos de Inelegibilidade;
* Lei 8.429, de 02/06/1992 - Sanções por Atos de Improbidade dos Servidores;
* Lei 8.666, de 21/06/1993 - Licitações e Contratos Públicos;
* Lei Complementar 101 de 04/05/2001 - Lei de Responsabilidade Fiscal;
* Lei 10.257, de 10/07/2001 - Estatuto das Cidades;
* É importante também ler a Constituição Estadual e a Legislação do ICMS do nosso Estado.


E no virar dos ponteiros, minha amiga Paula Queiroz me sugere uma outra lei que não poderíamos deixar de fora: Lei 9605/98 - Lei de Crimes Ambientais - LCA. Como poderia deixar de fora essa lei que vem sendo burlada pela administração atual, usurpando a vida das plantas e animais de Francisco Sá.

Da tragédia - um tímido riso: "Como é que uma cidade administrada pelo Partido Verde-PV está se tornando a Selva de Pedras? Onde é que está o PV nessa história?"

Acredito que não deva estar no casarão de Idalino Alkimim próximo ao Araês. Também não está nas "mãos de sangrentas" de Zé de Pretim. Quem sabe esteja nos pesque-pague do SAAE.

Acessem o site de Prefeitura Municipal de Francisco Sá no link e encontre muita propaganda e pouco produto, nenhum, apenas enteados do prefeito que anda assumindo filhos dos outros.

Não consta uma legislação no site da prefeitura, muito menos uma prestação de contas analitica, já que as notas fiscais e documentos comprobatórios nem os vereadores, nem os cidadãos têm direito de analisarem pessoalmente.

TRATANDO DAS QUESTÕES DO BREJO

sexta-feira, 25 de junho de 2010

NÃO SOU PELEGO DE NINGUÉM E ODEIO OS QUE DEIXAM DE MONTAR




-Por que que a gente chama o pelego de "pelego", ein?

-Bom, a palavra pelego quer dizer uma pele de carneiro que os gaúchos botam, entre a sela e o couro do cavalo... assim a cela não machuca o cavalo - e ele acaba se acostumando em ser montado!

-...Tou entendendo! Quer dizer que quando os patrões "montam" na gente o dirigente "pelego" serve pra "amaciar" a briga, pra gente não perceber que está por baixo...!

-É isso aí!

-...Então me ajuda a grudar esse cartaz aí! (Sai das minhas costas pelego!)

___________________________________________

Em nossa cidade surge uma nova figura pelega, ou seja, o Vereador  Pelego. Não é Serginho e Ely?
Projetos e leis que irão beneficiar o Zé os pelegos correm na calada da noite para fazer e acontecer.
Se a nova modalidade de peleguismo emplacar nas próximas eleições, não sei para onde vamos. O ex-prefeito, Antônio Dias reclamava de que não tinha a câmara pactuando de suas tramóias, agora ele não pode reclamar. Em breve entrará na câmara a votação das suas contas que já foram rejeitadas e que o Tribunal de Contas também rejeitou e volta à câmara.
Na histórica eleição onde Ronaldo Ramon e Antônio Dias foram impugnados, houve pessoas que receberam propina para se tornarem pelegos, inclusive teve gente que até adquiriu o tão sonhado veículo e hoje anda com uma mão atrás e a outra...
É bom algumas pessoas se preocuparem com o que andam fazendo, pois a justiça tarda mais não falha e assédio também é crime.
O assunto está muito bom, mas hoje não vou falar de virtude, todos sabem que>
. Desvirtuada está a presidência da Câmara Municipal;
. A PREVIBREJO (Qual o passado de Zoró na Cooperativa e na AMORECA?);
. Isaac Martins também está desvirtuando alguma coisa na prefeitura, pois é comparsa de Zoró;
. O SAAE está mais do que desvirtuado e nem vou relatar o passado de Dias aqui, pois estou sem tempo;
. A Rádio Raízes está desvirtuada;

Portanto na próxima oportunidade, falo da cultura e os bonecos marionetes que nos rodeiam.

Leandro Pantaneiro
Sou Leandro (Pantaneiro), sou humilde, mas bobo não!
Um Brejeiro ao seu dispor!


segunda-feira, 14 de junho de 2010

ESSA DEIXOU O ZÉ SEM RESPOSTA OU NO MÍNIMO DE SAIA JUSTA

Excelentíssimo Senhor Prefeito de Francisco Sá, Dr. José Mário Pena.

Quero, primeiramente, apresentar-me: sou José Maria, moro em Montes Claros. Sou aquele que acompanhava o Magno do Saae e o Dimas da papelaria, quando, às vésperas das eleições de 2008 fomos convidados pelo senhor à uma reunião em sua casa, para “trocarmos idéias” sobre os rumos políticos que deveriam ser tomados no Brejo! Lembra-se? Na época, v. excia. apresentou uma proposta de “união das pessoas de bem” para definir o que seria melhor para Francisco Sá. Lembro-me de uma fala sua, onde nos disse que desse grupo nasceria um candidato de coesão e que esse candidato “não seria o senhor”. Naquele seu grupo estavam pessoas que já haviam participado da administração 14 e os descontentes da administração 25. Observamos bem esse fato.

Acessei o Blog do “Zé” e li seu artigo sobre o Sindibrejo. Antes de replicar sobre a matéria, quero tecer um comentário sobre o blog: se v. excia valorizasse o significado de seu nome, certamente daria outra marca para seu blog e não simplesmente “Zé”. José é um nome de origem bíblica e significa “o que acrescenta”. Mário é um nome de origem germânica e significa “homem por excelência”. Então seria José Mário, o que acrescenta; homem por excelência, esse “Zé”, denigre a grandeza do nome. Isso é apenas uma crítica sugestiva.

Mas, vamos à matéria sobre o Sindibrejo: Vossa Excelência tem certeza de que “A finalidade do Sindibrejo está desvirtuada?????? Antes que v. excia. indague sobre qual razão um munícipe montesclarense estaria abordando um assunto que não lhe diz respeito, antecipo-lhe as respostas: primeiro, sou contra qualquer ato de injustiça onde quer que seja praticada; segundo, o SINDIBREJO é fruto de um ideal dos servidores de Francisco Sá, dentre os quais tenho bons amigos e irmãos de fé. Eles sonharam com o SINDIBREJO, o idealizaram e colaborei direta e eficazmente para que esse desejo e ideal tornassem realidade. Então, reservo-me o direito de falar, abordar e opinar sobre qualquer assunto que diz respeito ao SINDIBREJO. Ajudei essa “criança” vir ao mundo. Sou co-responsável pelos cuidados a ela.

Agora, analisemos fria e metodicamente a matéria: O pelego surgiu realmente na era Vargas, ele era o homem aliado àquele governo e às suas idéias. Mas será que seu governo ou de qualquer outro nesse País pode ser comparado ao Governo Vargas? Getúlio instituiu a CLT em prol dos direitos do trabalhador brasileiro. Viveu isso enquanto governo, defendeu e morreu por tal. Ele foi contra os interesses dos poderosos e em favor da classe trabalhadora. O senhor não fez e não faz isso. Mesmo que quisesse, não poderia; os compromissos de campanha o impedem. Vargas preferiu morte trágica a unir-se àqueles que queriam seu mal. O senhor uniu-se aos inimigos para alcançar o poder.

Em se tratando de Francisco Sá, será que v. excia. teria a coragem de defender o servidor público diante das mazelas governamentais? Um meio de efetuar essa defesa seria contratar somente por concurso público. Isso é feito em seu governo? Sei que houve um concurso recentemente, mas quantos estão aí no paço usufruindo de altos salários sobre a desculpa de “ocupar cargo de confiança?” Cito como exemplo, sua manobra ao empossar uma vereadora no cargo de secretária de saúde para que a mesma abrisse vaga para um irmão seu na Câmara Municipal. Essa secretária é médica? Ela domina as regras do sistema de saúde? Tem alguma qualificação em Gestão da Saúde? Assuntos como PROHOSP, SUSFÁCIL, REGULAÇÃO DE LEITOS, CONSÓRCIO DE SAÚDE, ATENDIMENTO BÁSICO, PSF, dentre outros... São conhecidos ou estranhos a ela? Certamente essa gestora não irá defender os direitos de seus colaboradores na secretaria e sim os ditames do governo!! É uma agente do governo, nesse caso, sua agente; uma verdadeira PELEGA!!

O fato de comporem a diretoria do SINDIBREJO, não restringe o direito dos dirigentes, como cidadãos, serem filiados a partidos políticos. Vossa excelência quando iniciou sua carreira política, não foi através de algum movimento social, utilizando, por exemplo, sua profissão de advogado para se fazer notar? NOSSO PRESIDENTE É UM LÍDER SINDICAL, o PT é fruto do sindicalismo. Será que o presidente Lula também agiu de modo errado e incoerente? Se lhe tivesse faltado a coragem para ficar à frente de uma entidade sindical, expor-se, apanhar, sofrer danos e contradições, estaria no posto que ocupa hoje? Com Lula à frente do sindicato, políticos mandatários, incomodados com as ações dele, disseram a mesma coisa que v. excia. diz hoje a respeito do SINDIBREJO e seus diretores.
O POLÍTICO QUE NÃO SE FAZ NOTAR, NÃO TEM VOTO. O modo de se fazer notar é que deve ser o diferencial. Creio ser esse o caso do presidente do SINDIBREJO e seus companheiros.

Não tem autoridade para falar de ética, quem foge dos princípios que diz ter, para unir-se ao adversário inimigo e eleger-se a qualquer custo. O senhor era um ferrenho crítico das administrações 14 e 25. Aliás, foi demitido de uma delas. Depois, uni-se ao 14 para derrubar o 25!!! Onde está a “pessoa de bem” que queria o melhor para Francisco Sá “sem ser candidato”???? Na época que v.excia. queria pegar os passarinhos, “seria apenas um colaborador...!!!” Se dissesse que era o candidato, obviamente não conseguiria apoio para tal intento. Mas, agora os passarinhos já estão em sua gaiola... Para se eleger teve que contar com a “parceria” e o “pseudo-apoio” do 14 e sua extensa ficha suja. Onde está a ética diante de tudo isso??? Creio que imperou a máxima “se não posso com o inimigo, uno-me a ele”, ou seja, “não consigo derrubar esse adversário nas urnas de modo natural, vou juntar-me a ele, seu carisma vai me eleger”. Porque, infelizmente, mesmo que desvirtuado, carisma, o 14 tem e com sobra.

O senhor cobra coerência onde não falta, mas esquece-se que tem sido incoerente às suas propostas iniciais quando candidato. O ALVARÁ DE LICENÇA PARA AS EMPRESAS, NÃO ERA INCONSTITUCIONAL NAS OUTRAS ADMINISTRAÇÕES? AGORA QUE V. EXCIA. ESTÁ NO PODER, ELE DEIXOU DE SER? E a contratação de parentes, então...??? Essa não seria uma administração transparente e não “trás parente?” Convenhamos isso sim, é incoerência!!!

Quanto à manutenção do SINDIBREJO, é uma distorção de v. excia. afirmar que custa caro ao município, pois, os repasses feitos pela Prefeitura, Câmara e Saae não são extraídos de seus cofres e sim da folha de pagamento dos servidores, o município é apenas um agente retentor e recolhedor; então, somente eles estão habilitados a formalizarem alguma reclamação se assim desejarem e não o senhor ou qualquer outra pessoa que exerça a função de patrão. Questionar isso é um ato de covardia repleto de más intenções, sendo principal, a de lançar o SINDIBREJO no descrédito perante o funcionalismo. Essa atitude tendo êxito é ótima para sua administração. Aí seria uma farra só!!

Quanto à substituição dos servidores dirigentes do SINDIBREJO em seus cargos originais, dou-lhe uma sugestão: remaneje aqueles que “não poderiam de modo algum ficar fora da administração”, os próprios parentes, compadres, amigos, correligionários, cabos eleitorais, amigo do amigo, parente do amigo, etc... Coloque-os para ocuparem aqueles cargos; JÁ GANHAM MUITO PARA NADA FAZEREM, aí terão real serventia!!!

A função do SINDIBREJO, como entidade representante do trabalhador é cobrar, contestar, orientar seus filiados e discutir propostas. Afinal, esse é um País democrático!!! Ou não??? O patrão é quem deve ditar o modo das ações do representante do empregado??? Já pensou se fosse sempre assim??? A era Vargas foi uma exceção...

O SINDIBREJO realmente falhou em não promover uma comemoração para os trabalhadores no dia 1.º de Maio, mas a realização da “grande festa” promovida pelo paço municipal demonstra ser um ato de oportunismo com o nítido objetivo de “atrair a atenção” os servidores. Foi um engodo aos menos desavisados. Dê pão e circo ao povo e ele fica feliz... já dizia um governante. O povo de Francisco Sá precisa das festas, mas prioritariamente de asfalto, saúde de primeira qualidade, educação eficiente, geração de emprego e renda, moradia digna, água, luz, esgoto, conservação do meio-ambiente, limpeza urbana... Por falar em limpeza urbana, precisou uma pessoa que mora em São Paulo e estava a passeio no Brejo, reclamar à v. excia. da imundícia em que se encontrava a cidade, para que o lixo fosse recolhido. Se não...!!! Eu estava aí no dia.

Quanto aos “benefícios”, o que dizer? A regularização dos débitos previdenciários para com a PREVIBREJO e o INSS, configura apenas uma devolução justa, embora tardia, das contribuições descontadas em folha de pagamento dos servidores. A prefeitura descontou, mas não recolheu; caracteriza crime de apropriação indébita, além de deixar o município inapto a receber as verbas estaduais e federais. Onde está o favor aí??? Por que é isso que v. excia. deixa transparecer: como se estive fazendo um favor ao corrigir um erro grotesco, pelo qual se comprometeu em campanha.
A regularização do PIS/PASEP e abertura de contas salário também são normas legais. O empréstimo consignado é uma cilada ao trabalhador, fica sempre devendo...

Os aumentos salariais alencados na matéria com tanta ênfase, não condiz com a realidade manifestada pelos servidores. Não há um se quer que confesse ter recebido algum aumento, salvo a estratégia de v.excia. em criar o salário base equiparado ao mínimo nacional para dar a impressão que houve um vultuoso reajuste salarial. Aí ficou parecendo aumento, mas não é. Definir o mínimo como salário base de pagamento não caracteriza reajuste salarial; é um mero cumprimento de determinação constitucional. Ademais, se porventura houve algum reajuste, já não era sem tempo. Mas, afinal, quem são os agentes administrativos, os assistentes sociais, os inspetores de ensino, os supervisores e os professores? Todos concursados, ou na maioria, cabos eleitorais travestidos de servidores municipais? Se forem os tais, têm que ganhar bem mesmo!!! O senhor precisa deles mais que dos outros!!!

Sua administração não é de toda ruim. Sei que há pontos bons que devem ser reconhecidos. O que não posso admitir é que isso seja usado por v. excia. como plataforma política em detrimento de outros, visando um próximo mandato enquanto o atual está apenas no começo.

Quanto à afirmação de v. excia. de que o Magno propôs apóia-lo em troca de cargo na prefeitura... Duvido muito!!! Mas a defesa cabe a ele. Essa é uma acusação séria. É corrupção passiva. O que posso dizer é que somos um grupo coeso e jamais aceitaríamos tal atitude. Somos realmente pessoas do bem, instruídos e bem orientados, procurando ao máximo, viver em conformidade com as diretrizes bíblicas. Recusamos qualquer tipo de proposta que contrarie aquilo em que acreditamos.

Mas, afinal, para que serve um cargo de Secretário de Ação Social, se ele já tem o mais importante que é ser representante de Cristo em Francisco Sá e também representante de seus colegas de trabalho junto ao município? Sendo um secretário, ele seria apenas um PELEGO SEU!!!

Perdoe-me se em algumas palavras, houver ofendido à v. excia., não é esse meu propósito, mas, como disse antes, sou co-responsável pelos cuidados ao SINDIBREJO; vou zelar por ele sempre.

Finalmente, quero dizer-lhe que a oposição faz parte da democracia e cabe ao detentor do poder mostrar mais trabalho e menos falácia, a fim de que os opositores se conscientizem que estão enganados. Para um bom líder, a oposição serve de estímulo para transpor os obstáculos!! Não conseguiremos jamais evitar que alguém faça comentários desfavoráveis a nós, mas daí falar com razão é outra história.

Grato pela atenção.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

O ZÉ X ELETROZEMA


“Tá mim dano até uma anastasia”

Ontem visitando o blog O Brejo No Bico do Urubu, vi novamente um paradoxo, uma metáfora, ou sei lá de que devem chamar o que avistei no artigo Liberdade de Imprensa

O título é o seguinte: Tem propaganda, mas não tem o produto.

O autor diz ter lido um tablóide da rede de lojas Eletrozema e avistado um anúncio de uma pipoqueira e com uma frase sugestiva: torcer pela seleção ficou muito mais gostoso.

Como minha cabeça matuta o que escrever, e veio logo em minha cabeça a administração atual “Jeito Certo de Trabalhar”. Uma administração que tem propaganda, mas não tem o produto. Em meias palavras, faz propaganda da vacina da gripe suína, do combate a dengue,

De casas populares; de esgoto tratado; de saúde; de Caminhos da Escola; de Postos de Saúde; de Escolas; de barraginhas; ect... Tudo é propaganda. Mas propaganda de Governo do Estado que o Zé tem usado para se promover como uma administração exemplar. Concluindo, O Zé tem propaganda de Governo do Estado, mas não tem o Produto da própria administração.

E uma frase sugestiva é: “Marca que não dá assistência abre espaço à concorrência!”

Com tanta obra do Governo pra onde vai o IPTU, ICM, IPVA e o FPM?

quinta-feira, 27 de maio de 2010

FRANCISCO SÁ X ANASTASIA

Para analisarmos melhor a situação da atual administração de Francisco Sá basta ver os reflexos na mesa diretora da câmara municipal. Então meu amigo Pantaneiro me ajudou nessa junção de dos blogs muito acessados em Francisco Sá. O blog do Denilsão e o blog No Bico do Urubu. O blog do Denilsão que está disponível em: http://blogogdodenilsao.blogspot.com/ , semanalmente informa sobre os projetos da oposição que são apresentados na câmara. Já que os vereadores da situação apenas fazem o que o prefeito quer. Não é Serginho do Açougue?
 

Serginho inclusive pode receber um apelido alusivo à outro colega dele: um é o Já, Serginho, o imediatamente, até eu encontrar uma palavra mais rápida que o Já.

O No Bico do Urubu está disponível em: http://obrejonobicodourubu.blogspot.com, também traz na edição do mês de maio/2010 uma matéria sobre o puxa-saco. http://obrejonobicodourubu.blogspot.com/2010/05/os-puxa-sacos-ja-sao-considerados-pior.html

Pantaneiro me deu a seguinte idéia:
A greve dos professores ainda é assunto na televisão. Nada melhor do que o presidente da câmara municipal, quem luta para criar e fazer cumprir as leis, mas que não pode saber que um fiscal da Secretaria da Fazenda de Minas Gerais chegou, que ele manda logo baixar as portas do comércio e que seus funcionários vá pra casa, pois podem ser do ministério do trabalho.

Anastasia, que reconhece bem o trabalho dos servidores da educação de Minas Gerais, resolveu vir à Patis-MG tentar garantir “algum” para Aécio.

Juntando o disposto ns dois blogs, os projetos que não puderam ser apreciados e o cordão dos puxas-saco do Bico do urubu, o que dá?

Só sei que somos muito importantes para o prefeito, seus secretários, os vereadores da situação (não é Serginho?) e o presidente da câmara municipal.

Quanto à praga dos séculos: o puxa-saco? Uma hora terá que se explicar com o Estado e com o Anastasia. Ou será que indo “meter” a boca nele em Patis irá sanar o seu problema com a fiscalização?
Por Mazinho e Pantaneiro

sexta-feira, 21 de maio de 2010

AS NOVAS ENTEADAS DO ZÉ: Ô PADRASTINHO BÃO

Ainda tem gente que diz que aquele prédio verde da Getúlio Vargas não é uma mãe e que na suíte principal dele mora um padrasto servil. Vejam só as últimas enteadas dele:

- VACINA CONTRA A INFLUENZA H1N1
- EXAME DE PRÓSTATA
- COPA INTERTV GRANDE MINAS DE FUTSAL
 

Já estão de olho nas pessoas para meter-lhes o dedo o senão a agulha, ou ambos. Será que esses dois abaixo já receberam o toque retal para darem o exemplo aos eleitores?

9bf8be0bfaea4252e18dd596b2c57fc9

Todos têm de passar pelo exame e a população está ansiosa, não sabendo os “inocentes” que essa dedada já está sendo dada a muito tempo. O povo só não sentiu ainda.

próstata2

628055f3ef0304d2fa4c5286c765e68e

COPA INTERTV GRANDE MINAS DE FUTSAL
19/05/2010
Vem aí! A 14ª copa Intertv Grande Minas de Futsal
Nossa cidade será palco dessa importante competição.
Junte os amigos, forme sua equipe e participe!
As inscrições podem se feitas até 10 de junho no ginásio poliesportivo!
Realização: prefeitura de Francisco Sá
Secretaria municipal de esportes e lazer de Francisco Sá.
Administração: Jeito certo de trabalhar de mãos dadas com o esporte, fazendo mais por você.
A transparência está sendo tamanha que nem os erros eles estão conseguindo elucidar. Vejam no anúncio acima que está disponível em: http://www.franciscosa.mg.gov.br/noticias.php?op=ver_noticia&ida=74
Questiono o seguinte:
Como a copa se chama COPA INTERTV GRANDE MINAS DE FUTSAL e logo abaixo no enunciado está o seguinte:
  • Realização: prefeitura de Francisco Sá
  • Secretaria municipal de esportes e lazer de Francisco Sá.
  • Administração: Jeito certo de trabalhar de mãos dadas com o esporte, fazendo mais por você.
Quem é o pai da criança?
A InterTV Grande Minas ou o Zé, juntamente com os três secretários de esportes e sua administração?
Porque então o nome de INTERTV GRANDE MINAS?

Êta homi bão!
Será que não tem nenhum compirmidinho de Aécio nesse rela-rela?

terça-feira, 18 de maio de 2010

É UM LOCAL QUE O ZÉ DISSE TER CRIADO PARA FICAR PRÓXIMO DO POVO

Não acredito na proximidade do Zé com o povo: 
 
Se os mais carentes que não têm casa, foram solicitados à morárem no bairro Parque jardim Brejo das Almas (Corujas).


Se os comentários ou críticas construtivas do blog são censurados e não são publicados para que todos possam opnar. Ou o fim da ditadura também é um farsa nessa cidade, assim como o fim da escravidão.


Mas uma coisa eu não entendi, pois na semana passada acessamos esse blog e estava como título PREVIBREJO ao invés de SINDIBREJO. Porque?
 
Se desvirtuaram a PREVIBREJO, perguntem Srº Antônio Dias seu Zé. Ele sabe muito bem e acho que vossa excelência também.
 
Mas com o artigo, me parece que o Srº está mesmo é querendo um pelego para se deitar! Não é?
 
Qual é rapaz? Tá pensando o quê?
 
E não venham nos censurar, pois a crítica é de construção. O senhor não criou o blog para estar mais próximo do povo?
 
Pra quê o site da prefeitura então? Não seria lá um lugar de transparência pública?

UM PROBLEMA QUE O PREFEITO NÃO SABE O "JEITO CERTO DE ADMINISTRAR"

Já que o assunto ainda atormenta toda a população e o nosso prefeito ainda não sabe o "jeito certo" de administrar... e a dengue também. Então um aluno do 7º ano do Colégio Pirâmide, vendo sua mãe, irmã e um primo com dengue,  nos enviou a seguinte poesia:

“Sem pedir licença, levar-te-ei até a cama...Tocar-te-ei em todo o teu copo e te possuirei. Vou te deixar com uma enorme sensação de cansaço e entrega total. Lentamente vou te fazer sentir arrepios, fazer-te suar profundamente. Deixar-te-ei ofegante, tirar-te-ei o ar...E a tua cabeça pulsará. Da cama, não conseguirás sair. E quando eu terminar, irei embora sem me despedir, mas com a certeza de que voltarei.” Assinado, o seu sempre presente Aedes Aegypti, o da Dengue franciscosaense."

JADP - 7ºAno Colégio Pirâmide

sábado, 15 de maio de 2010

Longevidade das Professoras


Na árdua luta dos professores contra os baixos salários recebemos essa de uma comunidade essa mensagem que compatilhamos com todos devido estármos juntos aos professores (educadores) nessa luta.



O SEGREDO... 

Um médico saiu pra caminhar e viu essa velhinha da foto sentada num banco fumando um cigarrinho. 
Se aproximou e perguntou:
"Se nota que é tão feliz.....qual é seu segredo?? 
Ela  respondeu:
  "Sou PROFESSORA, durmo às 3 da manhã corrigindo provas e planejando atividades, me levanto às 6 da manhã.
  Nos fins de semana não pratico nenhuma atividade física, não me divirto. Trabalho fazendo projetos, corrigindo mais provas, revisando exercicios ou atualizando meu blog!!! Todo final de semana,  sábado, domingo e se a segunda é feriado, também. 
  Não tomo café, não almoço e nem janto direito porque não dá tempo.
   O doutor então exclamou:
- "Mas isso é extraordinário. Quantos anos a senhora tem??  
- 39, lhe respondeu a velhinha!

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Será esse o “Jeito Certo de Trabalhar”?

COMISSÃO SOLICITA INFORMAÇÕES SOBRE IRREGULARES EM LICITAÇÕES

CÂMARA MUNICIPAL DE FRANCISCO SÁ-MG
Comissão Especial Nomeada em 03/05/2010


Sr. Presidente,

Conforme determinação de Vossa Excelência, para atendimento ao oficio 278/10 da administração a Comissão Especial formada em 03/05/10 esteve na Prefeitura Municipal no dia 06 à partir das 09:30 hs, juntamente com a presidente da Comissão de Licitações, na sala de reuniões do gabinete para verificar os procedimentos adotados nos processos licitatórios 06/2010 para contratação de prestadores de serviços no transporte escolar e 11/10 para aquisição de caminhão usado.
Restaram algumas dúvidas que não foram esclarecidas pela Presidente, que passamos a relatar:

- Um dos orçamentos apresentados para dá inicio ao processo licitatório foi apresentado pela empresa AGRA MOTORS no valor de R$ 65.000,00 (Sessenta e cinco mil reais) que posteriormente venceu o processo com uma proposta de R$ 70.000,00 (setenta mil reais).

- O pagamento R$ 70.000,00 (setenta mil reais) foi efetuado em 26/02/2009 através do cheque 850001 da c/c 15.735-x, nota de empenho 1677 e a Portaria 08/2010 que nomeou a comissão de avaliação é de 11/03/2010.

- O Secretário de compras informa no processo 06/2010 através do documento 008, ofício 03/2010 que a média do Km rodado no município é de R$ 2,05, sendo que na planilha citada por ele em anexo doc. 009, o maior valor apresentado pelo encarregado de transportes é R$ 2,00.

- Os documentos dos veículos GKO-4223 e GKY-4996 estranhamento apresentaram no ato do processo agendamento de pagamento dos impostos para débito na conta 12-312-9 – Marcio Murilo Mendes, no Banco do Brasil.

- Causou estranheza certificado do veículo LAF-8090 de nr. 7359962324, conforme documentos 371, 392 e 501, visto que conforme consulta ao Detran, encontra-se vencido desde 2008.

Dentre outras, essas dúvidas necessitam ser esclarecidas com rapidez. Sendo assim solicitamos que este relatório seja enviado aos setores competentes, para que sejam feitos os esclarecimentos necessários.

Por ser verdade, firmamos o presente relatório.

Francisco Sá, 10 de maio de 2010


José Tadeu Alves dos Santos
Vereador PPS


Joaquim Fernandes Pena Soares
Vereador PV


Denílson Rodrigues Silveira
Vereador PCdoB



EXMO SR.
ELY SOARES PEREIRA
PRESIDENTE DA CAMARA MUNICIPAL
N E S T A

quarta-feira, 5 de maio de 2010

POR FALAR EM QUESTÕES, ACHO ÓTIMO VOLTAR AO PASSADO. TAMBÉM ADORO LER JORNAIS VELHOS E REVER AS VELHAS NOTÍCIAS. – EM QUE MUNDO ESTAMOS?


Publicação de sábado e domingo, 16 e 17 de maio de 2009

16/05/2009 - 10h00m
BOMBA NO BREJO
· Embora tenha assumido o cargo por apenas três meses, o presidente da câmara municipal de Francisco Sá, Mariojá Ferreira, deixou dívidas na prefeitura dignas de um prefeito de verdade.
Aguarde.
REIVINDICAÇÕES
· Enquanto isso, o vereador Tássio Emídio envia um reivindicativo e-mail a este namorado de Laura e filho de dona Laura:
Amigo,
Por favor, coloque em nosso jornal os requerimentos do seu vereador aqui em Francisco Sá:
- Requerimento solicitando reforma na Avenida JK, esta que é uma avenida das mais extensas da cidade; além de ser totalmente comercial, está acabada. Asfalto todo esburacado e cheia de poeira, ainda sem calçada para pedestres.
- Requerimento pedindo ajuda financeira ao prefeito para os dois ônibus universitários da cidade (duas associações universitárias). Coitados, além do desemprego, têm que pagar 120 reais/mês para ir e vir todos os dias para Montes Claros.
- Iluminação das margens da BR 251 - acesso Bairro Juquinha Dias. Tem os postes, mas o prefeito não colocou luminárias.
Abraços,
Tássio.
O NORTE DE MINAS - O jornal que escreve o que você gostaria de dizer
Fonte: http://www.onorte.net/colunas.php?id=5861

terça-feira, 4 de maio de 2010

Uma Crônica

016

 

Eu sei que a gente se acostuma, mas não devia.

 

A gente se acostuma a morar em apartamento de fundos e a não ter outra vista que não as janelas ao redor. E porque não tem vista, logo se acostuma a não olhar para fora. E porque não olha para fora, logo se acostuma a não abrir de todo as cortinas. E porque não abre as cortinas, logo se acostuma a acender mais cedo a luz. E porque à medida que se acostuma esquece o sol, esquece o ar, esquece a amplidão.

 

A gente se acostuma a acordar de manhã, sobressaltado porque está na hora. A tomar café correndo porque está atrasado. A ler jornal no ônibus porque não pode perder o tempo da viagem. A comer sanduíches porque já é noite. A cochilar no ônibus porque está cansado. A deitar cedo e a dormir pesado sem ter vivido o dia. A gente se acostuma a abrir a janela e a ler sobre a guerra. E aceitando a guerra, aceita os mortos e que haja números para os mortos. E aceitando os números, aceita não acreditar nas negociações de paz.

 

E aceitando as negociações de paz, aceita ler todo dia de guerra, dos números, da longa duração. A gente se acostuma a esperar o dia inteiro e ouvir no telefone: hoje não posso ir. A sorrir para as pessoas sem receber um sorriso de volta. A ser ignorado quando precisava tanto ser visto. A gente se acostuma a pagar por tudo o que deseja e o que necessita. E a lutar para ganhar o dinheiro com que paga. E a ganhar menos do que precisa. E a fazer fila para pagar. E a pagar mais do que as coisas valem. E a saber que cada vez pagará mais. E a procurar mais trabalho, para ganhar mais dinheiro, para ter com o que pagar nas filas em que se cobra.

 

A gente se acostuma a andar na rua e ver cartazes, a abrir as revistas e a ver anúncios. A ligar a televisão e assistir a comerciais. A ir ao cinema, a engolir publicidade. A ser instigado, conduzido, desnorteado, lançado na infindável catarata dos produtos. A gente se acostuma à poluição. À luz artificial de ligeiro tremor. Ao choque que os olhos levam na luz natural. Às besteiras das músicas, às bactérias da água potável. À contaminação da água do mar. À luta. À lenta morte dos rios. E se acostuma a não ouvir passarinhos, a não colher frutas do pé, a não ter sequer uma planta.

 

A gente se acostuma a coisas demais, para não sofrer. Em doses pequenas, tentando não perceber. Vai afastando uma dor aqui, um ressentimento ali, uma revolta acolá. Se o cinema está cheio, a gente se senta na primeira fila e torce um pouco o pescoço. Se a praia está contaminada, a gente só molha os pés e sua no resto do corpo. Se o trabalho está duro, a gente se consola pensando no fim de semana. E se no fim de semana não há muito o que fazer, a gente vai dormir cedo e ainda satisfeito porque tem sono atrasado.

 

A gente se acostuma para não se ralar na aspereza, para preservar a pele. Se acostuma para evitar feridas, sangramentos, para esquivar-se da faca e da baioneta, para poupar o peito. A gente se acostuma para poupar a vida. Que aos poucos se gasta, e que, de tanto acostumar, se perde de si mesmo.

 

Marina Colasanti

segunda-feira, 3 de maio de 2010

sexta-feira, 30 de abril de 2010

PASSO LÁ TODO DIA E NUM É SÓ EU QUE VI... TÁ NO BLOG DO DENILSÃO

quinta-feira, 29 de abril de 2010

CATUNÍ TAMBÉM ESTÁ ABANDONADO

clip_image002

Vejam o estado que está a placa indicativa de localização do maior Distrito de nosso Municipio.

É o retrato do descaso da administração com o Catuní. Estradas esburacadas, ruas sujas, saúde jogada as traças, esgoto a céu aberto.

Onibus escolares sem nenhuma condição de transporte. Falta merenda e, acima de tudo, falta respeito ao povo de Catuní.

Abre o olho ZÉ." Tem raposa olhando o galinheiro e, pior tem rato tomando conta do queijo".

Saia do Gabinete.

 

COLABORAÇÃO: PANTANEIRO